SÃO MIGUEL – Ponta Delgada tem um “rico património botânico e paisagístico”...

SÃO MIGUEL – Ponta Delgada tem um “rico património botânico e paisagístico” que beneficia a população do concelho

Maria José Lemos Duarte destacou o contributo do “rico património botânico e paisagístico” de Ponta Delgada para a melhoria da qualidade de vida da população. A Presidente da Câmara Municipal falava na sessão comemorativa dos 45 anos da Associação Portuguesa de Arquitetos Paisagistas (APAP), no Jardim António Borges. “Ponta Delgada orgulha-se de ter um rico património botânico e paisagístico que está materializado nos seus jardins com a sua diversidade botânica, inserção urbana e função social e cultural que atravessa vários séculos, com benefícios inegáveis para a população, para o meio-ambiente e para a saúde humana”, afirmou.

A Presidente da autarquia lembrou que em todo o concelho são cerca de 500.000 m2 de áreas de jardins e espaços verdes, bem como inúmeras artérias arborizadas, que refletem “o compromisso sério, consequente e contínuo da Câmara Municipal com a redução dos efeitos ambientais diretos e indiretos resultantes da atividade humana”.

O 45.º aniversário da APAP, transmitido nas redes sociais, foi celebrado em simultâneo em vários pontos do país através de ações de plantação. Em Ponta Delgada foi plantada a norte do Jardim António Borges uma Prunus Azorica (ou gingeira-brava), uma das dez espécies botânicas endémicas mais raras dos Açores.

“O Jardim António Borges, que tem beneficiado de sucessivas intervenções ao longo do anos, é um dos melhores exemplares da arte paisagista oitocentista a nível nacional e internacional. Aqui coabitam espécies arbóreas de várias partes do mundo e endémicas dos Açores”, explicou a Presidente da Câmara Municipal.

Maria José Lemos Duarte, acompanhada nesta ação pela Vereadora com o pelouro do Ambiente e Zonas Verdes, Ana Almeida, enalteceu o contributo da APAP e da sua Delegação dos Açores, representada pelo arquiteto Diogo Jácome Correia, “para a disseminação do conhecimento sobre a Arquitetura Paisagista e para a sensibilização de entidades públicas e privadas para as suas problemáticas”.

CMPD/GC/CC/RÁDIOILHÉU