REGIONAL

SÃO MIGUEL- Garantir segurança é o objetivo central do investimento de mais de 26 milhões na estrada Furnas-Povoação, afirma Vasco Cordeiro (c/aúdio)

142views

O Presidente do Governo afirmou hoje que a decisão de investir mais de 26 milhões de euros na intervenção na estrada Furnas-Povoação teve por base o reforço das condições de segurança de circulação, destacando também o contributo desta obra para um cada vez maior desenvolvimento económico deste concelho e da ilha de São Miguel.

“Estamos a falar de um investimento que, no global, ultrapassa os 26 milhões de euros e que teve hoje passos decisivos. Hoje foi enviado para publicação o anúncio do concurso público da empreitada para a construção desta primeira fase, referente à variante à freguesia das Furnas. Também hoje foi enviado para publicação o concurso público para a elaboração do projeto de execução da segunda fase”, adiantou Vasco Cordeiro.

Segundo disse, esta é, assim, uma obra que foi decidida com a “preocupação central de garantir a segurança”, desde logo ao nível pedonal nas Furnas, uma vez que a variante permitirá retirar parte do tráfego – aquele que se dirige para a Povoação e para a Ribeira Quente – do centro da freguesia.

Além disso, esta obra aumentará, de forma substancial, a segurança da circulação rodoviária, tendo em conta o perfil previsto para as duas fases da intervenção, sublinhou o Presidente do Governo, ao salientar que a questão ambiental foi outro dos valores que esteve presente na decisão de avançar com este investimento.

Desse ponto de vista, apesar de não ser obrigatória, esta obra foi subordinada à avaliação de impacte ambiental, destacou Vasco Cordeiro, realçando também os efeitos associados a este investimento, nomeadamente ao nível da criação de condições para o desenvolvimento económico, em particular, no turismo, nas pescas e na agricultura.

Na sua intervenção, o Presidente do Governo salientou ainda que esta não é a única obra na rede viária da Povoação, concelho que, desde o início da atual legislatura, já recebeu obras de cerca de três milhões de euros, como foi o caso da primeira fase dos taludes da estrada de acesso à Ribeira Quente e da requalificação da entrada nascente da Povoação.

A estes três milhões juntam-se os cerca de cinco milhões de euros da segunda fase da consolidação da estrada Furnas-Ribeira Quente, que está em fase de lançamento de concurso público, disse.

O Presidente do Governo recordou que a Região, no atual Quadro Comunitário de Apoio, foi confrontada com facto de os investimentos na rede viária terem sido excluídos de apoios comunitários, tendo, apesar disso, conseguido um montante de cerca de 16 milhões de euros, à luz da Ultraperiferia, que foi repartido por obras em todas as ilhas.

“Mas esses 16 milhões de euros não esgotaram o investimento nesta componente da rede viária. Desde 2013, o investimento público na rede viária regional ascende a um total de 80 milhões de euros, apesar do constrangimento do ponto de vista da eligibilidade para fundos comunitários”, adiantou Vasco Cordeiro, ao assegurar que, no âmbito do próximo quadro financeiro plurianual, “esta é uma matéria que está em cima da mesa”.

O Presidente do Governo garantiu também que o Executivo tem “desenvolvido um esforço significativo” ao nível do investimento público nas várias áreas, exemplificando que, desde 2013, foram investidos em obras públicas já concluídas um montante de cerca de 380 milhões de euros, a que se juntam mais cerca de 100 milhões de euros de obras que estão a decorrer atualmente nas várias ilhas.

“Temos em carteira obras que ascendem a quase 610 milhões de euros, incluindo, naturalmente, os cerca de 300 milhões de euros de recuperação dos estragos provocados pelo furacão Lorenzo”, sublinhou Vasco Cordeiro.

O investimento de mais de 26 milhões de euros na melhoria das acessibilidades Furnas-Povoação inclui a construção, pelo norte, da variante à freguesia das Furnas, com caraterísticas de ‘via expresso’ e que corresponde à primeira fase desta intervenção.

A segunda fase desta obra é composta pela intervenção entre as Furnas e a Lomba do Cavaleiro, prevendo a correção do traçado, o alargamento da largura das faixas de rodagem, a eliminação de várias zonas sinuosas e introduzindo uma terceira via na maior parte de extensão do traçado.

GaCS/PC/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.