NACIONAIS

PORTUGAL – Reforço dos cuidados intensivos. Além do aumento do número de camas, serão contratados mais enfermeiros para estas unidades.

106views

Os cuidados intensivos vão ser reforçados com 202 camas e vão ser contratados mais 350 enfermeiros para estas unidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou o Primeiro-Ministro, António Costa, após o Conselho de Ministros extraordinário realizado este sábado.

António Costa avançou que as Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) vão ser reforçadas agora com 52 camas, 50 até ao final de dezembro e as restantes 100 no primeiro trimestre de 2021.

O governante sublinhou que, em caso de necessidade, esta capacidade dos UCI pode ser alargada com recurso a mais 505 camas que podem ser mobilizados e afetas aos doentes com covid-19.

Além do reforço no número de camas, o Primeiro-Ministro adiantou que serão contratados novos enfermeiros para as UCI através de um “regime excecional” e o “concurso agora aberto” terá até 350 vagas.

Neste momento, está em curso a colocação nos hospitais de 48 médicos intensivistas e em janeiro será aberto um novo concurso para a formação de mais 46.

Apresentando vários indicadores, António Costa referiu que a média de testes positivos subiu, desde o início da pandemia, de 4,1% para 8% no mês de outubro, o que significa que “está a crescer de forma significativa”.

Apontou também para o crescimento de testes diários realizados, de uma média de 2.578 em março para 24.397 em outubro, tendo sido o passado dia 20 aquele que registou o maior número, com um total de 32.717.

INEM/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.