NACIONAIS

PORTUGAL | Prosseguir o esforço de capacitação e de modernização das Forças de Segurança

Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, condecora militares da GNR na cerimónia do 13º aniversário da Unidade de Intervenção da GNR, Lisboa, 16 maio 2022
282views

O Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, afirmou que o Governo está a trabalhar «numa Proposta de Lei de Programação das Infraestruturas e Equipamentos para as Forças e Serviços de Segurança, para o período 2022/2026, que permitirá prosseguir o esforço de capacitação e de modernização das nossas forças de segurança».

José Luís Carneiro falava na cerimónia do 13º aniversário da Unidade de Intervenção da GNR, em Lisboa, onde referiu que esta capacitação passará por «novas infraestruturas, por mais e melhores equipamentos, por novas viaturas e pela modernização tecnológica».

«Asseguramos que continuaremos a pugnar de forma determinada pela melhoria das vossas condições de trabalho e de operação», acrescentou.

A Unidade de Intervenção realiza missões de manutenção e de restabelecimento da ordem pública, resolução e gestão de incidentes críticos; intervenção tática em situações de violência concertada e de elevada perigosidade, complexidade e risco; segurança de instalações sensíveis e de grandes eventos; inativação de explosivos e aprontamento de forças para missões internacionais.

«É um conjunto muito vasto de competências de elevada complexidade, que os militares desta Unidade de Intervenção têm sabido desempenhar com o afinco, o profissionalismo e a entrega à causa pública que todos lhes reconhecemos», disse José Luís carneiro, realçando ainda o «o exemplo da cooperação internacional em que a GNR tem estado envolvida, sempre com enorme sucesso e prestígio» no âmbito da União Europeia.

Ao nível nacional, José Luís Carneiro destacou o sentido de responsabilidade desta Força de Segurança «na nobre missão da segurança física e controlo de acessos ao local de armazenamento central de vacinas para a Covid-19, em Coimbra, bem como a realização das escoltas aos transportes de distribuição durante os períodos mais críticos e de maior risco».

«Não obstante as crescentes exigências da missão que está confiada a esta Unidade, sei que seus militares mantêm o rigor, o brio, o espírito de iniciativa e o entusiasmo dos seus antepassados, mantendo vivo o espírito muito particular desta casa», acrescentou.

O Ministro agradeceu ainda, «em nome do Governo, a todas as mulheres e homens que diariamente trabalham nesta Unidade, ao serviço de Portugal e dos portugueses, asseverando-vos que continuaremos a pugnar, de forma determinada, pela melhoria das vossas condições de trabalho e de operação.»

P/GOV/PT/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.