NACIONAIS

PORTUGAL | Não há momento histórico de maior desinvestimento no SNS do que nos governos socialistas, critica Luís Montenegro

91views

Os últimos sete anos foram marcados por “teimosia ideológica” e “desinvestimento histórico” no Serviço Nacional de Saúde, que conduziram à degradação nos cuidados de saúde prestados pelo sistema público aos portugueses. Luís Montenegro acusa o Executivo de “incapacidade total” nos serviços públicos em geral, nomeadamente no SNS, que atingiu um patamar de funcionamento “preocupante”. “Não há momento histórico em que tenha havido maior desinvestimento – na saúde, na qualidade do serviço prestado e na sua capacidade de ter mais e bons profissionais – do que nestes anos [de gestão socialista]”, sintetizou.

Numa visita à Viagem Medieval, em Santa Maria da Feira, esta quarta-feira, o Presidente do PSD lembra que o “Primeiro-Ministro está em funções há sete anos”, num contexto em que quase se insinua que os problemas na saúde se devem ao facto de “as pessoas ficarem doentes”.

O líder do PSD espera que o Governo saiba, pelo menos, ter a “humildade e assumir as falhas que trouxeram o SNS” para o atual estado, quando não é capaz de reparar os danos da “ideologia socialista, comunista e bloquista” que pioraram “a qualidade dos cuidados de saúde” em Portugal.

Em resposta à “retórica do secretário-geral adjunto do PS”, que apelidou que a liderança social-democrata de “orgulhosamente neoliberal”, Luís Montenegro elucidou que, “em bom rigor, o PS está muito mais próximo da União Nacional do que o PSD estaria hipoteticamente próximo do neoliberalismo”, já que o “PS e o Primeiro-Ministro querem mandar em tudo”.

PSD/NOTICIAS/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.