NACIONAIS

Portugal está empenhado na procura de soluções para a segurança no Mediterrâneo

Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, na partida do submarino Tridente para missões no Mediterrâneo, Almada, 15 junho 2021 (Foto: João Bica)
147views

O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, afirmou que Portugal está empenhado, com os seus parceiros europeus e africanos, na procura de soluções para os conflitos na região do Mediterrâneo.

João Gomes Cravinho falava na Base Naval de Lisboa, em Almada, durante a partida do submarino Tridente para as missões da NATO (Sea Guardian) e da União Europeia (IRINI), no Mediterrâneo.

Dirigindo-se aos 33 militares que integram esta missão – com regresso marcado para 13 de agosto – o Ministro destacou «o contributo incontornável que a presença da NATO e da UE têm na segurança do Mediterrâneo».

João Gomes Cravinho referiu também a importância de aprofundar a cooperação entre estas duas organizações, «disponibilizando meios e partilhando informação entre as duas missões, ambas as organizações obtêm importantes ganhos de eficiência apreciados por todos».

Missões do submarino Tridente no Mediterrâneo

Sobre as missões, que hoje se iniciam, o Ministro disse que ambas «têm menos recursos do que seria o ideal e, portanto, o contributo de Portugal é muito valorizado, tanto pela sua qualidade, como pelo facto de disponibilizarmos um meio com esta categoria».

O submarino Tridente, da Marinha Portuguesa, vai participar na operação Sea Guardian da NATO e dar apoio à operação IRINI da União Europeia.

No âmbito da operação da Aliança Atlântica – que visa promover a segurança marítima no mar Mediterrâneo – o submarino português vai realizar «a recolha de dados de inteligência, análise dos padrões de comportamento na área e o controlo do espaço marítimo, com foco nas atividades de tráfico de estupefacientes, armas e pessoas, vigilância do tráfego marítimo e poluição marinha».

Já a operação militar da União Europeia tem como objetivo «assegurar o cumprimento do embargo ao armamento imposto pela ONU à Líbia, contribuindo desta forma para o processo de paz do país».

P/GOV/PT/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.