NACIONAIS

PORTUGAL | Elvira Fortunato quer mais política com mais ciência

Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, no Conselho de Ministros da União Europeia, Bruxelas, 2 dezembro 2022 (foto: UE)
151views

A Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, afirmou a necessidade de desenvolver mecanismos de aconselhamento científico para a definição de políticas públicas.

Em Bruxelas, durante o Conselho de Competitividade, vertente Investigação e Espaço, Elvira Fortunato afirmou que «em Portugal estamos, inclusivamente, a refletir sobre como institucionalizar um mecanismo próprio de aconselhamento científico».

Dando como exemplos grupos de aconselhamento criados para melhor gerir a pandemia de Covid-19 e os incêndios florestais, a Ministra acrescentou que «é preciso passar de iniciativas ad hoc para mecanismos institucionalizados e formais de modo a tornar o aconselhamento científico uma prática regular».

E concluiu que «o envolvimento dos cidadãos e a transparência no aconselhamento científico são aspetos essenciais da valorização do conhecimento e do fortalecimento da confiança nas instituições públicas».

O Conselho de Competitividade abordou ainda o desenvolvimento do setor espacial, nomeadamente a exploração dos dados espaciais.

A Ministra abordou a necessidade de fomentar o crescimento do setor do downstream e que, para tal, «é necessário apoiar uma aproximação entre a indústria espacial e a do não espaço, assim como entre o setor espacial e os outros setores e áreas de intervenção, algo que Portugal tem vindo a apoiar, inclusivamente no contexto das prioridades que promovemos no decurso da presidência portuguesa do Conselho».

«Para além disso, são necessárias políticas de technology forcing criando legislação que impulsione a utilização de dados espaciais», acrescentou.

P/GOV/PT/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.