NACIONAIS

PORTO | “A classificação de Portugal como um dos países mais seguros do mundo exige-nos responsabilidade acrescida”

Secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, presidiu à cerimónia do 155º Aniversário do Comando Metropolitano do Porto da PSP, 8 agosto 2022
133views

A Secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, afirmou que a Estratégia Integrada de Segurança Urbana, que irá vigorar até 2026, será um instrumento de planeamento e de prevenção, assente no princípio da proximidade ao cidadão e com uma importante componente de parcerias locais.

Durante a cerimónia comemorativa do 155º Aniversário do Comando Metropolitano do Porto da Polícia de Segurança Pública, Isabel Oneto lembrou que «a classificação de Portugal como um dos países mais seguros do mundo exige-nos uma responsabilidade acrescida e permanentemente renovada».

As matérias relacionadas com a segurança têm vindo, por isso, a ser objeto de reuniões do Ministério da Administração Interna com os autarcas, traduzindo o «empenho no aprofundamento da articulação com as autarquias, enquanto parceiros fundamentais para a implementação de um conjunto de medidas de proteção, fiscalização e patrulhamento do espaço público em prol do bem-estar das populações», explicou Isabel Oneto.

Para a Secretária de Estado, «o reforço da segurança coletiva exige respostas adaptadas às especificidades territoriais locais e metropolitanas, que passam pela valorização dos Programas de Policiamento de proximidade – como os projetos Escola Segura ou Idosos em Segurança – e de visibilidade, nomeadamente em zonas de diversão noturna».

Nesse sentido, a nova geração de Contratos Locais de Segurança será um instrumento de política para um policiamento de proximidade em domínios como a segurança escolar, o apoio aos idosos, a segurança no desporto ou em grandes eventos. «Os cidadãos querem ter mais polícia na rua em policiamento comunitário. É esse policiamento comunitário que garante a segurança de todos e, por outro lado, adequados níveis de sensação de segurança comunitária», sublinhou.

Isabel Oneto destacou também a importância da nova programação de investimentos em infraestruturas e equipamentos das forças e serviços de segurança, com um envelope financeiro de 607 milhões de euros até 2026, dando continuidade à anterior lei que permitiu «programar e executar investimentos com uma dimensão sem precedentes», designadamente em infraestruturas, viaturas, armamento, equipamentos de proteção individual e tecnologias de informação e de comunicação.

No distrito do Porto, o investimento foi superior a 27 milhões de euros em infraestruturas, tendo ainda permitido a entrega de 138 veículos, mais de 800 armas e acessórios, perto de 3 500 equipamentos de proteção individual e cerca de 150 equipamentos para funções especializadas, num montante que ascende quase a 4 milhões de euros.

A Secretária de Estado deixou palavras de homenagem e reconhecimento a todas as mulheres e homens do Comando Metropolitano do Porto, pelo «contributo que diariamente dão para a segurança e para o bem-estar das populações, ajudando a projetar a imagem de Portugal como um país seguro, acolhedor e preparado para todos os desafios».

P/GOV/PT/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.