REGIONAL

PONTA DELGADA – Maria José Lemos Duarte destaca benefícios da economia circular aplicada às respostas sociais

20views

A Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada destacou os benefícios da economia circular aplicada às respostas sociais no concelho, sublinhando que esta
abordagem “tem o mérito de conciliar o combate à pobreza e exclusão social com a sustentabilidade ambiental”.

Maria José Lemos Duarte falava no final de uma visita, na passada segunda-feira, a uma Loja Eco-Solidária do projeto da Solidaried’Arte, em Ponta Delgada, prosseguindo, deste modo, a iniciativa da autarquia de acompanhar no terreno o trabalho das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho na resposta aos desafios que se colocam no combate à pobreza e exclusão social.

O Município de Ponta Delgada já apoiou com 10 mil euros as Lojas Eco-Solidárias, um projeto que “orgulha o Município, não só porque é um excelente exemplo de
proatividade na intervenção social, mas também porque tem a preocupação de substituir o conceito de fim de vida da economia linear por novos fluxos circulares de reutilização, restauração e inovação”, explicou.

As Lojas Eco-solidárias têm como principal objetivo a promoção do conceito de responsabilidade social partilhada, numa lógica de ajuda mútua e de reciprocidade na valorização das competências das pessoas que se encontram numa situação de risco de exclusão social e pobreza, através de um sistema de recolha, seleção, tratamento, restauro e venda de roupa e outros bens em lojas, leilões ou feiras numa perspetiva de reutilização, reciclagem e solidariedade.

As lojas, fixa e itinerantes, obedecem a quatro dimensões: venda a um preço simbólico das roupas recolhidas; reconfiguração das roupas recebidas, entrega gratuita das roupas recebidas às IPSS; e destruição das roupas através de circuitos próprios. Durante a visita da Presidente da autarquia, Leonardo Sousa, Presidente da Solidaried’Arte, expressou o seu agradecimento à Câmara Municipal de Ponta Delgada, que considerou ser um “bom parceiro”, e à sua Presidente, cuja dedicação “é de louvar”, afirmou.

Refira-se que já foi aprovado em Reunião de Câmara o regulamento do Conselho Local de Desenvolvimento e Coesão Social, criado pela autarquia para integrar formalmente as IPSS na definição, execução e avaliação das políticas públicas sociais do município, bem como para reforçar a sua atuação em rede com a sociedade civil.

CMPD/GC/CC/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.