REGIONAL

JSD exige ao Governo da República solução para os estudantes açorianos do Ensino Superior

154views

A JSD/Açores está a acompanhar com preocupação a situação dos estudantes açorianos e matriculados em Instituições de Ensino Superior do continente, “que se encontram atualmente na Região, e que têm de se apresentar nas escolas para realizar exames presenciais”, explicou Flávio Soares.

Nesse sentido, JSD nacional, em articulação com a JSD/Açores e também com a JSD/Madeira, questionou o Governo da República, durante a Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto, sobre a situação desses mesmos alunos açorianos – e madeirenses – do ensino superior.

“Trata-se de uma situação sobre a qual o Governo tem deliberadamente fechado os olhos”, criticou a presidente nacional da JSD, lembrando que o princípio da continuidade territorial que consta dos respetivos Estatutos Político-Administrativos das duas Regiões Autónomas “impõe que seja dada uma resposta por parte do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior”, explicou Margarida Balseiro Lopes.

Recorde-se que os alunos se deparam com “a obrigatoriedade de apresentação para realizar exames presenciais nas instituições de ensino que frequentam, não conseguindo, ao mesmo tempo, deslocar-se da sua ilha, devido às restrições impostas no âmbito da pandemia”, sublinha a estrutura liderada por Flávio Soares.

Segundo a JSD, “o senhor ministro [da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior] não pode continuar a justificar a sua inação com a desculpa da autonomia responsável, uma vez que isso coloca em causa a igualdade entre alunos do Ensino Superior e constitui uma situação de grave discriminação dos estudantes insulares dos Açores e Madeira”, dizem.

Para Margarida Balseiro Lopes, líder nacional da JSD, a situação “tem de ser solucionada, sob pena de criar uma situação de profunda desigualdade que prejudica injustificadamente os estudantes de ambas as Regiões Autónomas”, concluiu.

FONTE: PSD/AÇORES

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.