REGIONAL

João Ponte destaca a relevância das cooperativas para o desenvolvimento da agricultura nos Açores

110views

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje que as cooperativas agrícolas nos Açores, independentemente da sua dimensão, assumem uma grande relevância nos apoios que prestam aos agricultores, bem como no desenvolvimento e na criação de valor no setor agrícola.

“É inegável o contributo que as cooperativas têm dado, ao longo dos anos, ao nível da transformação do leite produzido, na redução dos custos de produção, mas também no acompanhamento e aconselhamento de proximidade que prestam aos agricultores”, referiu João Ponte, à margem de uma visita à Cooperativa Agrícola da Ajuda da Bretanha, no concelho da Ponta Delgada.

O governante, que estava acompanhado pelos presidentes da Associação Agrícola de São Miguel, Jorge Rita, e da Associação de Jovens Agricultores Micaelenses, César Pacheco, e por Pedro Costa, administrador da Unileite, salientou que, mesmo agora, durante a fase de pandemia, o papel das cooperativas foi fundamental, quer na adaptação do setor a uma nova realidade, quer na disseminação de informação oficial e na sensibilização para o cumprimento das regras estabelecidas.

João Ponte, que também visitou uma exploração de leite na Ajuda da Bretanha, afirmou que o Governo dos Açores está a trabalhar e empenhado na implementação de um conjunto de medidas para a reestruturação do setor leiteiro, de modo a “acelerar o processo de melhoria da eficiência das explorações agrícolas, bem como tornar o setor ainda mais competitivo e rentável”.

No caso particular da cessação da atividade agrícola, recentemente aprovado na Assembleia Legislativa, o Secretário Regional referiu que os agricultores com mais idade passam a ter melhores condições para uma saída condigna do setor, ao mesmo tempo que se incentiva o rejuvenescimento, o redimensionamento, o emparcelamento e a diversificação da atividade agrícola.

O Secretário Regional referiu ainda que a reestruturação do setor leiteiro nos Açores será feita através da reconversão das explorações de produção de leite em aleitantes, nas ilhas de São Miguel, Terceira e Graciosa, bem como da possibilidade de os produtores reduzirem em 20% o efetivo e a produção de leite, mantendo o mesmo nível de apoios no âmbito do POSEI.

FONTE: GaCS/RM

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.