REGIONAL

FAIAL – Carlos Ferreira, do PSD/AÇORES, lembra que governo socialista atrasou processo do Porto da Horta

©PSD/Açores | Hugo Moreira
21views

O deputado do PSD/Açores Carlos Ferreira responsabilizou o governo do PS por arrastar a segunda fase de requalificação do porto da Horta, lembrando que a anterior maioria socialista chumbou uma auditoria técnica ao projeto, o que atrasou todo o processo.

“Se o governo anterior tivesse ouvido os faialenses e a bancada parlamentar do Partido Socialista não tivesse chumbado sozinha, em fevereiro de 2018, uma iniciativa que visava a realização de uma auditoria técnica às obras do Porto da Horta, o investimento estaria hoje muito mais avançado”, afirmou o social-democrata.

Segundo Carlos Ferreira, “foi a teimosia política do Partido Socialista que, fazendo uso da sua maioria absoluta musculada, impediu em 2018 que fosse feita a auditoria que foi agora aprovada neste Parlamento”.

O parlamentar faialense apontou também a “cambalhota política do PS, que antes era contra e agora, que está na oposição, se abstém”.

“É uma meia cambalhota do Partido Socialista”, referiu.

Carlos Ferreira lamentou também que a “acusação grave” feita pelos deputados do PS de que teria sido a sociedade civil faialense a atrasar o investimento.

“Este processo marca, de forma muito negativa, os oito anos do governo presidido por Vasco Cordeiro em relação ao Faial. Depois da alteração do projeto do molhe norte, assistimos a versões sucessivas do projeto para a segunda fase e todas elas foram defendidas como sendo as melhores do mundo pelos deputados socialistas”.

O deputado do PSD/Açores eleito pelo Faial destacou a “coerência” da posição dos social-democratas, que “em 2018 votaram a favor de uma auditoria às obras, e votaram novamente agora que suportam o Governo Regional”.

Carlos Ferreira acrescentou que o PSD/Açores também defende o aproveitamento de fundos comunitários para a obra, “mas não a qualquer custo”.

“Se for para cometer mais erros, preferimos que não se faça. Se for para aumentar a área de acostagem e melhorar as condições para todas as valências do Porto da Horta, aí sim, a obra deve avançar”, concluiu.

PSD/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.