REGIONAL

Diretor Regional destaca investimento de meio milhão de euros em Oficinas de Competências Digitais

79views

O Diretor Regional da Ciência e Tecnologia destacou hoje, em Ponta Delgada, o investimento superior a meio milhão de euros por parte do Governo dos Açores em Oficinas de Competências Digitais, “destinadas a cidadãos de diferentes faixas etárias”.

Bruno Pacheco revelou que existem atualmente 21 Oficinas de Competências Digitais, “onde decorreram 153 ações de formação, envolvendo mais de 3.250 formandos”.

Garantir a literacia e a inclusão digitais para o exercício pleno da cidadania, fomentar a reorientação profissional para as tecnologias da informação e da comunicação, e estimular e reforçar competências digitais na formação de adultos e na aprendizagem ao longo da vida, contemplando não só as competências básicas como outras mais avançadas, foram alguns dos objetivos apontados pelo Diretor Regional.

Bruno Pacheco falava na sessão de abertura da VI Conferência Ibérica de Inovação na Educação com Tecnologias da Informação e Comunicação (ieTIC2020), em que participam cerca de uma centena de profissionais da educação de diferentes níveis educacionais de Portugal e Espanha, para debater temas como a inovação educacional e a integração de tecnologias digitais em novos contextos metodológicos, da educação infantil à educação universitária.

Na sua intervenção, o Diretor Regional referiu que, no âmbito da iniciativa PROTIC, criada em 2018, para além da implementação das Oficinas de Competências Digitais, foi também lançada uma linha de financiamento para a aquisição de equipamentos e de software adaptados na área das TIC por parte de cidadãos com deficiência e das instituições que os acolhem, no valor superior a 120 mil euros, e que abrangeu mais de uma centena de cidadãos.

Bruno Pacheco considerou que as competências digitais são “o motor da transformação digital das sociedades”, na medida em que “oferecem novas possibilidades ao permitir que se aproveitem, e utilizem, as tecnologias da informação e comunicação e os recursos digitais disponíveis por forma a dar resposta a um mercado de trabalho cada vez mais exigente” nestas matérias.

“Hoje, o nosso desempenho social e profissional, a nossa interação com o mundo do trabalho e com aqueles que nos rodeiam estão diretamente ligados, e dependentes, da nossa literacia digital, da alfabetização digital”, disse.

O Diretor Regional apontou, neste sentido, o investimento do Governo dos Açores na promoção das áreas das STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática), no sentido de “assegurar não só a inclusão digital de todos os Açorianos”, mas também de “preparar os mais jovens para as profissões do futuro”, destacando a implementação dos Clubes de Programação e Robótica “em quase todas escolas da Região, num investimento superior a 225 mil euros, e que já abrangeu quatro centenas de alunos”.

“Com o intuito de basear o crescimento da Região na oferta de vantagens competitivas”, Bruno Pacheco apontou também a criação do Terceira Tech Island, que visa criar um ‘hub’ de empresas da área digital na ilha Terceira, e o projeto ‘Atelier do Código’, em fase de implementação em todas as escolas do 1.º e do 2.º Ciclo dos Açores, “para que todas as crianças tenham acesso à aprendizagem de linguagens de programação, envolvendo mais de 14.300 alunos de 806 turmas e mais de 720 docentes”.

O Diretor Regional sublinhou que a cidadania digital tem sido “uma prioridade” do Executivo, acrescentando que “o ensino à distância se assume cada vez mais como uma forma de capacitar mais Açorianos para o futuro”.

Neste sentido, defendeu a importância do investimento no ensino à distância, o chamado e-learning, “por ultrapassar barreiras geográficas, criando novas oportunidades de ensino e de aprendizagem, e por democratizar o acesso à educação”.

A VI Conferência Ibérica de Inovação na Educação com Tecnologias da Informação e Comunicação (ieTIC2020) decorre até sexta-feira, organizada pelo Instituto Politécnico de Bragança, pela Universidad de Salamanca, pela Universidad Complutense de Madrid e pela Universidade Aberta, com o apoio do Governo dos Açores.

GaCS/GM

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.