REGIONAL

“Descontrolo e desorganização da Autoridade de Saúde impedem bênção das pastas de finalistas Açorianos em segurança”, lamenta Vílson Ponte Gomes

315views

O Presidente da Juventude Socialista dos Açores condena o “descontrolo e desorganização da Autoridade de Saúde Regional, que impedem que a cerimónia de Bênção das Pastas dos alunos finalistas decorra em segurança”. Os cancelamentos sucessivos “são desrespeitosos para alunos e famílias” e, avisa Vílson Ponte Gomes, “não vão impedir que ocorram cerimónias sem as restrições devidas, como aconteceu no passado fim de semana”.

Vílson Ponte Gomes manifesta a sua “solidariedade para com os estudantes, as suas famílias e a Associação Académica da Universidade dos Açores (AAUA)” que, desde o início, preparou, “responsavelmente, uma cerimónia com todas as condições de segurança”. Realça que a proposta da Associação Académica, “que mereceu a aprovação das autoridades competentes”.

Considera que “a aquisição prévia de testes para realizar a todas as pessoas – alunos e familiares – e a realização da cerimónia no Estádio de São Miguel – onde era possível ter as cerca de 750 pessoas a cumprir o distanciamento necessário, já que o espaço tem capacidade para 12 mil pessoas -, demonstram bem o comprometimento da Associação Académica”.

Para Vílson Ponte Gomes “o facto de a cerimónia ter sido cancelada, por duas vezes, em cima da hora, revela o desrespeito com que estão a ser tratados os finalistas e os seus familiares, alguns dos quais já estavam em São Miguel com passagens e estadias pagas à sua conta, sem possibilidade de reembolso”, acrescenta.

Mais grave, acrescenta o Presidente da JS/Açores, é que “a postura da Direção Regional de Saúde não é impeditiva que, alguns cursos e estudantes optem por fazer as suas próprias cerimónias de bênção de pastas, como aconteceu em Ponta Delgada no passado fim de semana, sem que fiquem previamente salvaguardadas as regras necessárias”.

JS/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.