NACIONAIS

Conclusão de investigação de duplo homicídio com ocultação dos cadáveres

145views

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, concluiu e remeteu ao DIAP Regional do Porto um processo de inquérito que se iniciou com a comunicação do desaparecimento, na noite de 01.07.2018, de um cidadão de nacionalidade portuguesa, de 38 anos, residente em Gondomar, com histórico criminal e condenações por crimes contra a vida e tráfico de estupefacientes.

A investigação, de muito elevada complexidade, permitiu esclarecer que, para além daquele cidadão, dois dias depois, a 3 de julho de 2018, desapareceu um segundo indivíduo, igualmente de nacionalidade portuguesa, de 42 anos, também com residência no concelho de Gondomar e com condenações a elevadas penas de prisão pela prática de crimes contra a vida.

As múltiplas e persistentes diligências levadas a cabo durante dois anos, permitiram concluir que ambos os desaparecidos foram mortos pela mesma pessoa, com a ocultação dos respetivos cadáveres, que não foram localizados.

Foi também possível estabelecer um nexo causal entre os dois homicídios, havendo a convicção segura de que a segunda vítima foi morta por conhecer as circunstâncias do desaparecimento e morte da primeira.

Os crimes consumaram-se quando o arguido estava a cumprir pena de prisão no Estabelecimento Prisional de Coimbra, tendo aproveitado uma saída precária de 5 dias para cometer os homicídios dos dois indivíduos, seus conhecidos do ambiente prisional.

Já na pendência do presente inquérito, o mesmo arguido foi mais uma vez condenado, agora a 11 anos de prisão, pela prática de um crime de tráfico de estupefacientes, consumado no meio prisional, factos com ligações aos dois homicídios agora desvendados por esta investigação.

FONTE: GABIC/PJ

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.