REGIONAL

Clélio Meneses garante medidas para estabilizar quadros clínicos nos Açores

| Fotos: JF |
403views

O Secretário Regional da Saúde e Desporto do Governo Regional dos Açores, Clélio Meneses, garantiu na segunda-feira que o Executivo Regional está já a atuar no sentido de estabilizar aos quadros clínicos na Região.

Após uma reunião com a responsável pela Ordem dos Médicos nos Açores, Clélio Meneses referiu a abertura de concursos, em diversas ilhas, a formação contínua e os incentivos à fixação como medidas já implementadas da estratégia para atingir o objetivo da estabilização dos quadros clínicos e resolver o problema da falta de médicos de família.

Confrontado com os números avançados pela Ordem dos Médicos, que apontam para uma carência de cerca de 200 médicos na Região, o Secretário Regional da Saúde e Desporto admitiu que “os números são aproximados” e revelam que “nos últimos anos houve aqui uma desvalorização da profissão, o que fez com que muitos médicos saíssem da Região”.

“Temos de inverter o ciclo. Há um conjunto de médicos que acaba a especialidade agora. A prática anterior era que esses médicos ficavam um ano ainda com a remuneração dos internos, e os médicos, nessas condições, vão embora, não querem ficar cá. E o meu compromisso em reunião presencial, foi de acabar com essa prática e abrir de imediato concursos para as várias especialidades para esses médicos ficarem na Região”, referiu Clélio Meneses

Questionado sobre quando poderá a totalidade dos Açorianos contar com médico de família, o governante reconheceu estar “muito preocupado” com a situação “até porque há médicos em vias de aposentação”.

Clélio Meneses adiantou também que a ação da tutela tem passado também pela abertura de concursos para médicos de Clínica Geral e Familiar.

GA/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.