REGIONAL

CDU/TERCEIRA defende reforço de investimentos na Cultura Popular

147views

A cultura é um dos pilares de uma sociedade desenvolvida, que saiba aliar a preservação das próprias tradições e identidade à necessária evolução social. A ilha Terceira é reconhecida pelos seus espetáculos e festas. Para assistir a este espetáculo, turistas de todo o lado e açorianos de todas as ilhas deslocam-se à Terceira.

As Sanjoaninas são um momento em que toda a Região olha para a Terceira: através de alguns números vamos ilustrar melhor o esforço que os terceirenses fazem para nos proporcionar esta festa. Em 2019 inscreveram-se 33 marchas, cada uma composta em média por 100 pessoas. Cada pessoa tem um gasto de cerca de 200 euros em tecidos, costureiras, cabeleireiro, maquilhagem, meias, sapatos e acessórios, gerando um total de cerca 600 000 euros. As filarmónicas têm um custo mínimo de 600 euros, dos quais o município paga cerca de 500 euros, sendo o resto do pagamento suportado pelas marchas.

Em 2020 a situação que afetou toda a Região e o país deixou deserta as nossas ruas, e muitas pessoas ficaram sem rendimentos: lojas de tecidos, costureiras, cabeleireiros, maquilhadores, sapateiros, entre muitas outras. E iguais considerações podem ser apresentadas em relação aos bailinhos de Carnaval, que envolvem em média 1540 pessoas e 385.000 euros de investimento, um contributo importante para a dinamização da economia local.

Desta forma a CDU Terceira propõe que:

•Sejam reforçados os apoios às atividades culturais populares que se realizem em 2021;

•Sejam incrementados os apoios para aquisição de instrumentos para as Filarmónicas;

•Sejam valorizados os Bailinhos, que são Património Imaterial da Humanidade;

•Sejam apoiadas as coletividades que, devido ao cancelamento de eventos, sofreram quebras de receitas que afetam o seu funcionamento regular;

•Seja incrementado o Programa de Apoio às Sociedades Recreativas e Filarmónicas.

CDU/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.