REGIONAL

CDU/AÇORES considera que produzir local e consumir local é estruturante para a economia terceirense

31views

Marco Varela, primeiro candidato da CDU Açores, com António Fonseca, primeiro candidato da CDU pela ilha Terceira, bem como outros candidatos e activistas da CDU estiveram hoje numa acção de contacto com o comércio e população nas ruas de Angra do Heroísmo. Marco Varela considerou que é preciso “a dinamização do comércio interno fundado no princípio – “produzir local e consumir local” -, e o estabelecimento de relações comerciais têm, no nosso entender, de fazer parte da agenda política não como opções de circunstância, mas como pilares estruturantes da economia regional.”.

Marco Varela afirmou que a CDU está confiante que os terceirenses saberão valorizar quem tem estado ao seu lado, na luta pelos seus direitos e pelo desenvolvimento da ilha. “Por diversas vezes a CDU já afirmou que é urgente toda a defesa da economia e produção regional, e que sejam adquiridos os queijos, as frutas, os legumes, a carne, o leite, os iogurtes que são produzidos pelos produtores locais para que o rendimento dos mesmos não sofra quebras irreparáveis. A comercialização dos mesmos também é importante porque os grandes retalhistas desvalorizam o produto e o preço pago ao produtor não é o justo. Desta forma, é urgente que todos os açorianos comprem e consumam o que é local.”

Os açorianos reconhecem o trabalho da CDU e é preciso que transformem esse reconhecimento em votos, em mais força à CDU, para que os seus interesses sejam melhor defendidos, conclui Marco Varela.

António Fonseca, primeiro candidato da CDU pela ilha Terceira, afirmou que se verifica em Angra do Heroísmo, como por toda a ilha, o agravamento das dificuldades do dia-a- dia dos trabalhadores e das suas famílias. “Estes são os problemas para os quais nos temos de voltar. É fundamental que a política regional reverta a favor das pessoas!”, afirmou o candidato da CDU.

Ao contrário de outros, a CDU mantém a coerência quer na República, quer na Região, disse António Fonseca,” os comerciantes que fazem parte da história desta cidade, foram dos que mais sofreram com o período da pandemia e consequentemente com a quebra do turismo. É necessário incentivar os terceirenses e todos os açorianos a consumirem no comércio local, a consumir o que é nosso.”

CDU/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.