REGIONAL

ATUALIDADE – Governo da República tem de preencher défice de 200 agentes da PSP nos Açores, afirma deputado Luís Soares (c/áudio)

173views

O deputado do PSD/Açores Luís Soares alertou para a necessidade de o Governo da República “colmatar o défice de 200 agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) na Região”, e que tem causado “vários constrangimentos” para aquela força de segurança.

O social democrata lembrou que, nestes tempos de pandemia, as forças de segurança assumiram nos Açores, “como lhes é exigido, um papel de primeira linha, efetuando as cercas sanitárias, controlando os isolamentos profiláticos e garantindo corredores de circulação seguros”.

“Pode dizer-se que estão apenas a cumprir a sua missão, mas a verdade é que o Comando Regional da PSP tem um défice de cerca de 200 agentes nos Açores, o que obriga o efetivo existente a trabalho redobrado em muitos ocasiões, e em condições que, diria, são no mínimo desumanas”, afirmou.

Luís Soares lembra que a segurança de pessoas e bens é exercida, nos Açores, “através de meios disponibilizados no âmbito de competências que são reserva da República, pelo que tendo a Região órgãos de governo próprio, fará todo o sentido reivindicar melhores condições, como se espera faça o novo governo de coligação”, adiantou.

O deputado recordou uma carência, “que já existe há muito tempo, como a falta de vestes impermeáveis para os agentes da PSP que, numa região como a nossa em que a chuva é uma característica comum, passam naturais dificuldades no desempenho das suas funções”.

Da mesma forma, Luís Soares relembrou a situação da Esquadra da PSP da Ribeira Grande, “a funcionar há 10 anos num espaço composto por um quarto e um corredor, no Quartel de Bombeiros daquela cidade. Esperamos que, em breve, possa finalmente estar em construção a nova Esquadra da Ribeira Grande”, disse.

O social democrata sublinha que, existindo ferramentas que estão ao nosso dispor, devemos reivindicar junto da República a resolução dos problemas que afetam aquela e outras forças de segurança, que é também um pilar importante da soberania nacional”.

“Pela segurança das nossas populações, mas também para que no futuro possamos continuar a vender e a publicitar o Destino Açores como um destino seguro”, concluiu.

PSD/AÇORES/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.