REGIONAL

Alexandre Borges lança o seu segundo livro de poesia “Atenção ao Intervalo entre o Caos e o Comboio”

31views

O escritor e argumentista terceirense Alexandre Borges irá lançar já no próximo dia 12 de março, às 21:00 h (hora dos Açores) o seu segundo livro de poesia, intitulado “Atenção ao Intervalo Entre o Caos e o Comboio”, com edição da N9na Poesia, uma chancela da Publiçor exclusivamente dedicada à poesia. A sessão de apresentação contará com a presença de Henrique Levy, editor da N9na Poesia, e do Professor e crítico literário Vamberto Freitas, e poderá ser vista em direto no Facebook e no Youtube da editora e livraria Letras Lavadas.

Segundo Vamberto Freitas, «neste “Atenção Ao Intervalo Entre O Caos E O Comboio” demonstra uma vez mais a ligação de Alexandre Borges à vida de outros por ele reconstituída, ou ficcionada, tendo com centro temático e corrente de pensamento destes poemas o filósofo alemão Immanuel Kant (1724-1804), de quando em quando voltando aos Açores e ao seu passado em família. Quase todos os poemas oscilam entre o drama que é o saber intuir a nossa “realidade” com a ignorância pasmada que passa ao nosso lado, e o humor leva-nos sempre ao sorriso de quem sabe que nada mudará na condição humana.

A poesia de Alexandre Borges é simultaneamente narrativa e confessional, cruza tempos idos com o agora, lamenta e ri, chama a si o que cada geração enfrenta no caos ou cultiva a racionalidade de que Kant pensou e escreveu numa pequena cidade alemã. Os poemas de “Atenção Ao Intervalo Entre O Caos E O Comboio” são também um supremo acto de ironia bem-disposta, como quase sempre na sua obra».

Biografia do autor:
Alexandre Borges é um escritor e argumentista natural de Angra do Heroísmo (1980). Publicou “Todas as Viúvas de Lisboa” (Quetzal, 2009), “Histórias Secretas De Reis Portugueses” (Casa das Letras, 5a edição) e “O Boato — Introdução Ao Pessimismo” (Companhia das Ilhas, incluído no Plano Regional de Leitura dos Açores), entre outros. Assinou, como autor ou argumentista, programas de televisão como “Zapping”, “Equador”, “Grandes Livros”, “A Arte no Tempo da Sida”, “Brainstorm”, “Na Corda Bamba”, “A Rede” ou “Mal-amanhados — Os Novos Corsários das Ilhas”. Foi editor de cultura de “A Capital”, crítico de cinema do “i” e é colaborador habitual do “Observador”. Este é o seu segundo livro de poesia.

LETRASLAVADAS/RÁDIOILHÉU

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.