REGIONAL

Agricultura nos Açores pode beneficiar muito com reforço dos laços com a Califórnia, afirma Diretor Regional

190views

O Diretor Regional da Agricultura afirmou, nos Estados Unidos da América, que o setor agrícola nos Açores pode beneficiar muito com o reforço dos laços com o Estado da Califórnia, onde residem emigrantes de 1.ª, 2.ª e 3.ª geração com forte ligação ao setor agrícola ao nível da produção, bem como instituições com grande conhecimento e investigação agrária.

“A agricultura praticada na Califórnia utiliza as tecnologias mais avançadas e, apesar da grande evolução verificada no setor nos Açores, a verdade é que a Região muito poderia beneficiar com um estreitar das ligações com instituições e empresários do setor neste país”, referiu José Élio Ventura.

O Diretor Regional falava terça-feira, numa palestra sobre ‘A Agricultura nos Açores, História, Desafios e Oportunidades’, no âmbito da World Ag Expo, um dos maiores certames dos EUA ao nível agrícola, que decorre até quinta-feira, na cidade de Tulare, na Califórnia.

José Élio Ventura frisou que os Açores representam um terço do total do leite produzido em Portugal, acrescentando que cerca de 77% desse leite é transformado em produtos lácteos, com claro destaque para a produção de queijo, que representa mais de 30 mil toneladas anuais, um produto “que introduz maior valor acrescentado ao leite e permite superar a barreira do Atlântico que separa as ilhas dos grandes mercados”.

“Neste momento, os EUA agravaram as taxas alfandegárias aos produtos lácteos provenientes da União Europeia por disputas que nada têm a ver com a agricultura”, salientou, acrescentando que “esta decisão pode vir a ter um impacto negativo na venda dos queijos açorianos nos EUA, pelo que é urgente criar uma isenção especial para as produções açorianas, até pelos laços históricos que unem os Açores e os EUA”.

Numa intervenção perante agricultores, empresários e autoridades locais, José Élio Ventura sustentou que a agricultura nos Açores tem sido determinante para o desenvolvimento económico e social e para a sustentabilidade ambiental do arquipélago, criando riqueza e emprego.

“A agricultura e a indústria têm um grande peso no total do Produto Interno Bruto (PIB) da Região, tendo em conta que grande parte da indústria está associada à transformação do leite em produtos lácteos, empregando muitas pessoas e gerando muito emprego associado a esta atividade, quer seja pelas fábricas de ração, pelas indústrias metalomecânicas, quer na construção civil associada a estruturas agrícolas”, referiu.

O Diretor Regional destacou ainda a “evolução positiva” que se tem assistido ao nível do setor leiteiro nos Açores, fruto da aposta no melhoramento genético, na sanidade, no bem-estar animal e nas infraestruturas agrícolas, como caminhos, abastecimento de água e eletrificação das explorações agrícolas.

Fonte: GaCS/RM

Mauricio De Jesus
Maurício de Jesus é o editor da Rádio Ilhéu.